With Me

Acho que em anos de choramingadas constantes por pessoas que não mereciam, eu aprendi que o bom disso tudo é poder lavar a alma. É quase como ir a uma cachoeira, a diferença é que não tem pernilongos, mosquitos, borrachudos e eu não preciso entrar na água fria. Se bem que eu preferia uma cachoeira agora a ficar na frente do computador escrevendo, me sentindo half Carrie Bradshaw (fucked up) half Marissa Cooper (also fucked up).

Poucas pessoas entenderiam o que eu tô sentindo, e uma delas é uma pessoa que sequer tá por aqui. E o pior disso tudo é que foi só mais um motivo pra eu começar a chorar e sentir falta do abraço, do cheirinho do perfume azul.

Eu acho que se eu tivesse sozinha agora, eu não teria tanto problema se tivesse você do meu lado. (não que agora eu não esteja sozinha) Eu só queria contar as novidades pra você. Enquanto pensava em tudo que você não viu, lembrei que você não conheceu a Darinha e fiquei imaginando como você iria adorar vir aqui em casa e dar mais atenção a ela do que a mim e como traria biscoitinhos e coisinhas caninas, assim como eu fiz com o Mel.. As vezes eu fico pensando que, será que se eu te ligar você vai atender? Eu já não lembro mais do número do seu celular.

Ahh como eu queria você aqui pra contar as novidades, e pedir conselhos sobre as minhas próximas decisões.. Como você faz falta…

De todas as homenagens que eu pude pensar pra você, nenhuma ainda se concretizou, mas elas estão próximas. Não tanto quanto eu gostaria, mas próximas o suficiente pra não me deixar esquecer nunca da sua existência. Eu te amo.

One thought on “With Me

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s