Do no harm.

É, finalmente chegou a época do ano. Um período detestável onde eu não me encaixo em lugar nenhum, e só esvazio os sentimentos de dentro de mim. Nada é suficiente, nada é bom o bastante, e o que demonstra ser não o quer. Os filmes repetidos agora são diferentes, mostram sempre além do que eu podia ver da última vez. As músicas já não tem mais o mesmo som de antes. Não são nem melhores nem piores. Simplesmente não são. Eu já vejo as coisas de forma diferente e ainda assim continua tudo tão igual e tão estático e tão chato e tão conformado. Chega de transtornos, chega de complexos, chega de complexos… E eu me pergunto.. O que aconteceu com o “Do no harm?” And I mean not only to others, but mostly to yourself.

What do you see in me?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s